Governança de Dados: Conheça as boas práticas da sua utilização

A governança de dados ajuda as empresas a estruturar, organizar e usar de forma inteligente os dados da organização. Descubra como implementar boas práticas para governança de dados.

Equipe Interop
Governança de dados

Nos últimos anos, entraram em vigor diversas leis relacionadas à proteção de dados em todo o mundo, com o objetivo de assegurar a conduta correta das empresas em relação aos dados de seus clientes e colaboradores. Para evitar problemas como vazamento destes, é preciso pensar em como lidar com todos esses dados de maneira segura e transparente. Nesse contexto, é preciso pensar em Governança de dados.

Quer saber mais sobre como administrar dados no ambiente corporativo? Então acompanhe nosso artigo!

 

O que é Governança de dados?

Como o tráfego de informações dentro de uma empresa é muito grande, se faz necessário a aplicação de regras visando a criação, coleta e uso de dados. Além da preocupação com leis como a LGPD, uma das prioridades é manter a propriedade intelectual da organização, se certificando de que os dados não vazem para concorrentes através.

A governança de dados trata-se de uma gestão que tem como objetivo estruturar, organizar e usar de forma inteligente os dados da organização. Para ser bem executada, depende de quatro fatores: políticas, processos, recursos humanos e tecnológicos.

Deve contar com manual de conduta e códigos, que devem estar disponíveis para acesso de todos dentro da empresa, de forma a assegurar que as informações serão administradas cumprindo os requisitos e padrões estabelecidos.

Realizar a governança de dados se torna um fator importante nos dias de hoje, pois com uma boa gestão de dados sua empresa ganha embasamento para tomar melhores decisões de negócio, resultando em maior lucratividade.

 

Vantagens da Governança de dados

Como vantagens da governança de dados podemos citar a agilidade, a segurança e a produtividade que ela traz para as empresas. Ela também auxilia a tomada de decisões estratégicas, uma vez que se baseia em dados reais.

A proteção e transparência na utilização dos dados é um dos fatores essenciais, pois com a entrada em vigor das leis voltadas para a proteção de dados, é imprescindível assegurar que a empresa aja em conformidade ao marco civil da internet, lei dos direitos autorais, bem como leis de proteção de dados GDRP e LGPD.

Outra vantagem é que, com uma boa governança de dados, os processos se tornam mais eficientes, podendo automatizar processos e tarefas repetitivas, deixando os colaboradores mais livres para tarefas que envolvem pensamento estratégico.

 

Boas práticas de Governança de dados

Elencamos alguns passos para ajudar a sua empresa a fazer o uso de boas práticas e, assim, implementar a cultura de governança de dados com sucesso!

  • Fontes de dados: Para dar início ao projeto de governança é preciso mapear quais setores da empresa geram dados e quais poderiam se beneficiar com eles. Também é importante definir os responsáveis pelo tratamento dos dados. O indicado é ter um conselho que crie as políticas de uso e compartilhe com o resto dos colaboradores.
  • Infraestrutura: É preciso avaliar qual a situação atual da sua empresa, se ela tem capacidade e infraestrutura para dar suporte às novas tecnologias. Faça um levantamento de quais os desafios serão enfrentados ao implementar a governança de dados.
  • Estratégia: Após identificar quais serão os desafios, é hora de pensar qual a melhor solução tecnológica capaz de suprir as necessidades da sua empresa. O conselho de liderança deve montar uma estratégia, onde os colaboradores sejam treinados para saberem como utilizar as soluções implementadas.
  • Faça bom uso dos dados: Defina quais dados são essenciais para uma boa governança, qual o seu valor, quais devem estar disponíveis, quais podem ser acessados em blocos, sozinhos, em sequência etc.
  • Meça seus resultados: Uma das etapas mais importantes é a de realizar a monitoração dos dados para saber se os objetivos estão sendo alcançados e quais atitudes precisam ser melhoradas.

 

Por que investir em Governança de dados?

Com a governança de dados é possível aumentar a produtividade e agilidade do seu negócio, por meio do conjunto de ferramentas que estrategicamente geram impactos em curto e médio prazo nas empresas. Além disso, empresas que investem em governança de dados correm menos riscos de terem estratégias vazadas para concorrentes ou de ter problemas jurídicos envolvendo a proteção de dados pessoais.

É importante ter cuidado extra na hora do levantamento das necessidades e desafios da empresa, para que tudo seja configurado da melhor forma possível e assim aumentar a produtividade, competitividade e promover a melhora de percepção de marca junto aos clientes e engajamento dos colaboradores.

Fique atualizado com nosso melhor conteúdo!

    Compartilhe

    Leitores também acessaram: