Como o SENAC-RS migrou para o Office 365

Saiba como foi a migração para o Office 365 realizado no SENAC-RS pela InterOp.

Agostinho Martini
SENAC RS

Nós já explicamos os benefícios e como é a migração para o Office 365. Agora vamos contar como a InterOp apoiou o SENAC-RS a migrar seus emails para a nuvem da Microsoft!

O primeiro grande projeto  de migração para o Office 365 na InterOp aconteceu em Junho de 2017, e teve como cliente o SENAC-RS. A empresa do Sistema S já utilizava produtos Microsoft numa arquitetura on-premise, em servidores locais. Além das ferramentas de produtividade como Word, Excel e PowerPoint, o SENAC utilizava o Outlook como aplicativo e o Exchange local como servidor de emails.

O serviço de email estava implementado com alta disponibilidade, sendo 2 servidores virtuais, 32GB de memória  e 2TB de espaço cada. Essa estrutura comportava cerca de 2 mil caixas de email.

 

Motivos para Migração

O objetivo do SENAC era fazer uso das licenças gratuitas de Office 365 a que tinha direito devido ao seu licenciamento Microsoft Educacional. Este licenciamento dá direito ao Office 365 gratuito via acesso web, sem instalação local nas máquinas. Até então, para contar com as ferramentas da Microsoft, o SENAC precisava comprar e administrar licenças e instalações unitárias do Pacote Office – num processo de gestão moroso e com grandes chances de desperdício.

Além disso, queria migrar seus emails para a nuvem Microsoft a fim de economizar com custo de infraestrutura local e garantir a alta disponibilidade por conta da Microsoft. Como bônus, as caixas de email do Exchange Online oferecem 50GB de espaço disponível, muito mais que os 7GB necessários para o SENAC.

 

Estratégia de Migração

A migração de caixas de emails se divide em duas etapas: a cópia das caixas e a finalização da migração. Apenas esta última etapa causa indisponibilidade e, no caso do SENAC, foi estimado que a finalização de 100 caixas de email causaria cerca de 24 horas de indisponibilidade.

Seguindo uma abordagem Híbrida-Evolutiva, onde se vai migrando os emails para nuvem aos poucos, foi feito um planejamento com o objetivo de minimizar o impacto da indisponibilidade das caixas de email. As finalizações foram agendadas para finais de semana, fora do horário comercial, ou em dias úteis autorizados pelo cliente. Assim, o projeto durou cerca de 30 dias, e a finalização da migração foi feita setor por setor.

A arquitetura final adotada para o serviço de email foi híbrida, já que o Exchange Online possui limitações relacionadas a sistemas legados – como a edição de alias de email e a autenticação de domínio. Para manter um Exchange local em comunicação com o Exchange Online, a equipe da InterOp ainda precisou configurar o Azure AD conector.

Implementação Office 365

 

Conclusão

Ainda que a migração para o Office 365 não seja difícil, possui muitos detalhes a serem considerados para elaboração de um plano de ação adequado. É preciso avaliar o cenário de cada empresa, seus objetivos, seus sistemas e a operação de suas equipes. Principalmente quando é impossível evitar alguma indisponibilidade, um cronograma consoante com o negócio é chave para um projeto de sucesso.

No caso do SENAC, o processo foi muito tranquilo, sem perda de dados e sem indisponibilidades não-planejadas.

Fique atualizado com nosso melhor conteúdo!

    Compartilhe

    Leitores também acessaram: