Nossa visão para 2021

O final do ano é aquela época em que fazemos uma retrospectiva sobre o que aconteceu de bom e ruim. Entretanto, 2020 não foi um ano comum, o que nos faz refletir sobre nossa trajetória até aqui.

Luzia MendesLuzia Mendes
InterOp - Visão para 2021

O final do ano é aquela época em que fazemos uma retrospectiva sobre o que aconteceu de bom e ruim. Entretanto, 2020 não foi um ano comum, o que nos faz refletir sobre nossa trajetória até aqui. Este post é sobre isso, sobre como a InterOp chegou até 2020 e qual a nossa visão sobre o futuro da empresa e da tecnologia.

“A InterOp nasceu antes da Internet”. Esta é a primeira coisa que fazemos questão de contar aos nossos clientes sobre nós. Lá na década de 90, quando internet era coisa de grandes indústrias e bancos, um grupo de ex-funcionários da HP fundou a InterOp. Os primeiros projetos envolviam suporte e implantação de mainframes e projetos de fibra óptica.

Segundo Paulo Almeida, sócio-fundador e Diretor Comercial: “Demorava 2 dias só pra dar boot no mainframe”. De lá pra cá, muita água passou por baixo da ponte da tecnologia e a InterOp cresceu em pessoas, clientes, e serviços prestados. “A gente vai do alfinete ao foguete”, como costuma dizer Paulo.

Na visão do outro sócio-fundador, Sócrates Slongo, o objetivo da InterOp é fazer parcerias longevas com clientes e evoluir em conjunto. “Nós contratamos e treinamos nossos profissionais conforme as demandas dos clientes evoluem”, explica.

A missão de estar sempre pronto para lidar com os desafios da tecnologia não é nada simples. Principalmente na última década, quando uma enxurrada de novas tecnologias tornou tudo muito mais complexo. De acordo com Pierrie Bulling, Diretor Operacional: “É difícil encontrar pessoas qualificadas para atender todas as demandas que recebemos. Já clientes com problemas e buscando soluções existem aos montes”.

Foi assim que a InterOp se viu em 2020, quando a pandemia fez emergir ainda mais clientes buscando soluções para seus problemas tecnológicos: com mais de 350 funcionários, atuação em 4 estados e um portfólio heterogêneo de serviços e tecnologias suportadas.

“Estava cada vez mais difícil explicar o que fazemos e como podemos ajudar nossos clientes”, conta Luzia Mendes, Consultora de Negócios da empresa. Para solucionar este problema, a equipe da InterOp passou a refletir sobre quais serviços eram mais relevantes aos clientes para focar sua estratégia.

Pierrie explica que “Nós percebemos que os clientes ou querem que a gente monitore o ambiente deles e resolva problemas de infraestrutura ou querem contar com força de trabalho temporária para resolver algum problema pontual ou desenvolver algum projeto”.

Assim, a InterOp está reposicionando seus serviços e reformulando seu site para comunicar seu foco para 2021: monitoramento de infraestrutura e outsourcing de TI.

O Monitoramento de Infraestrutura é o serviço de NOC 24×7, composto de resposta a eventos, gestão de monitoramento e toda a parte de escalação de incidentes com central de atendimento por telefone.

Já em Outsourcing, alocamos profissionais qualificados e devidamente certificados para atuar de forma remota para o cliente, atuando diretamente nos problemas do dia a dia e na implementação de melhorias.

Acreditamos que esses dois serviços são os pilares para cumprirmos a nossa missão de cuidar da tecnologia para que nossos clientes foquem em seus negócios. Com isso, olhamos para 2021 com grande otimismo e com orgulho por termos nos saído muito bem no ano da pandemia. Se é verdade que o mundo mudou em 2020, as empresas precisam mudar para acompanhar todas essas mudanças, como a efetivação do trabalho remoto ou híbrido, a descentralização cada vez maior da tecnologia e o avanço inevitável da transformação digital, que exige um foco cada vez maior nas experiências digitais.

Desejamos um ótimo final de 2020 e esperamos que 2021 seja incrível. Trabalharemos para isso!

Fique atualizado com nosso melhor conteúdo!

    Compartilhe

    Leitores também acessaram: