Quais os principais modelos de Terceirização de TI existentes?

São três os tipos de Outsourcing de TI: Offshore Outsourcing, Nearshore Outsourcing e Onshore Outsourcing. Conheça a seguir, um pouco sobre cada um deles!

Luzia MendesLuzia Mendes
Quais os principais modelos de Terceirização de TI

A terceirização de determinadas atividades de TI é essencial para que as organizações consigam focar no seu negócio-fim. Como já escrevemos antes, no artigo explicando o que é o Outsourcing de TI, ter profissionais especializados pode ajudar a melhorar a eficiência da sua operação.

 

Principais modelos de Terceirização de TI

Neste artigo, explicaremos os três tipos de Outsourcing de TI: Offshore Outsourcing, Nearshore Outsourcing e Onshore Outsourcing. Conheça a seguir, um pouco sobre cada um deles!

 

1. Offshore Outsourcing

No Offshore Outsourcing, algumas tarefas, como o suporte, manutenção de infraestrutura e desenvolvimento de software, são migradas para outros países — na maioria das vezes para aqueles que estão em desenvolvimento, como Brasil, Rússia, China e Índia. Isso acontece devido aos baixos custos para contratar profissionais capacitados.

Duas desvantagens dessa prática são as possíveis falhas de comunicação em línguas diferentes e o choque cultural. Por esse motivo, a Índia é um dos destinos preferidos para o Offshore Outsourcing por países de língua inglesa. Por causa do fato de grande parte de sua população ter inglês fluente, devido colonização inglesa, esse é um dos fatores determinantes para sua escolha, além de os serviços serem de baixo custo em relação a outros países. No entanto, o Brasil se posiciona com muita força neste cenário, vista a posição geográfica vantajosa em termos de time zone e a familiaridade com culturas europeias e norte-americanas.

Prestação de assistência técnica, atendimento ao cliente nível 1 (N1) e outros serviços de menor complexidade podem ser tranquilamente terceirizados em países estrangeiros de mesma língua ou semelhante. Porém, quanto maior a complexidade do serviço maior a necessidade de proximidade com o fornecedor.

 

2. Nearshore Outsourcing

Já o Nearshore Outsourcing é uma categoria de terceirização de TI entre regiões próximas ou em países vizinhos, com línguas, fusos horários e culturas semelhantes.

Durante a década de 1990, essa prática foi muito utilizada por call centers nos Estados Unidos e consultorias de TI, que fizeram a migração dos seus serviços para o país vizinho: Canadá. No caso do Brasil, esse modelo não é muito aplicado, mas pode ser visto em alguns casos com a utilização de serviços do Paraguai, Chile e Argentina. O que difere do caso dos EUA, é o fato de o idioma ser outro, tornando-se mais eficiente o controle do serviço dentro do próprio país, conforme modelo a seguir.

 

3. Onshore Outsourcing

Por último, o Onshore Outsourcing baseia-se em terceirizar os serviços de TI para uma outra empresa, mas que a sede seja na mesma cidade, estado ou país que os clientes — minimizando os impactos das diferenças culturais e de idioma. Devido a isso, essa modalidade é a mais utilizada no Brasil. Geralmente os modelos anteriores não são utilizados por empresas brasileiras devido ao fato do Brasil ter baixo índice de profissionais com segundo idioma.

Ou seja, nem sempre é preciso valer-se de ajuda internacional para ter serviços de qualidade na organização. O Brasil, particularmente, tem uma maneira muito regional de fazer negócios e ótimos profissionais de tecnologia disponíveis em diversas áreas.

Por isso, na maioria das vezes, é melhor ter a assessoria de uma empresa nacional — principalmente em função de alguns aspectos como fuso horário, comunicação, know-how dos problemas locais, pagamento de tributos dos serviços e resolução de problemas de forma mais rápida.

 

Como contratar um serviço de Outsourcing de TI?

Conforme você pode ver na nossa página, somos especializados em prover serviços de tecnologia para empresas que desejam focar no seu negócio. Entre em contato conosco, ou deixe uma comentário abaixo, para que possamos explicar o nosso modelo de trabalho.

Fique atualizado com nosso melhor conteúdo!

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn

Leitores também acessaram: