Relatório global de ameaças CrowdStrike

Leia o relatório da CrowdStrike e conheça os eventos e tendências de maior destaque entre as atividades de ciberameaças do ano de 2020.

Luzia MendesLuzia Mendes

Ameaças virtuais estão cada vez mais avançadas, a todo momento surgem novos ataques que ameaçam a integridade e a segurança de dados corporativos e pessoais.

Não é por menos que o investimento em tecnologia para cyber security cresce ano a ano. Para ajudá-lo nestes desafios, disponibilizamos um relatório da CrowdStrike, empresa parceira oficial da InterOp para proteção Endpoint. No relatório são listados eventos e tendências de maior destaque entre as atividades de ciberameaças do ano passado.

 

E-Crimes Digitais

Ataques de ransomware voltados para empresas, com motivação criminosa, foram as atividades mais lucrativas para os e-Crimes. Os resgates chegaram a milhões, atualmente não há indícios que os perpetradores desse tipo de ameaça pretendam diminuir as operações.

Os dados confidenciais têm sido usados para aumentar a pressão nas vítimas de ransomwares. Foram observados casos em que o hacker ameaça vazar estes dados e, algumas vezes até mesmo cumprindo a ameaça, a fim de obter pagamentos de resgate das vítimas.

Além do aumento dos chamados big game hunting (BGH), que são os ataques ransomware voltados para organizações de porte empresarial, houve um aumento de campanhas de ataques à instituições financeiras. Elas são realizadas por meio de fraudes como, transferências ou saques em caixas eletrônicos.

 

Ataques patrocinados pelo estado

A CrowdStrike investiga em todo o mundo, intrusões direcionadas patrocinadas por Estados, inclusive grupos de agentes de ameaças atribuídos a países como Coréia do Norte, China, Rússia e Irã.

 

Proteja sua organização

Há algumas recomendações a serem seguidas para ajudar na proteção da sua empresa contra esses ataques em constante evolução, como:

  • Autenticação em dois fatores para todos os usuários da rede corporativa;
  • Conscientização do usuário sobre as ameaças por meio de phishing e técnicas de engenharia social relacionadas;
  • Contar com um agente de proteção dentro da sua empresa.

Para ver o relatório completo de ameaças acesse o link clicando aqui.

Fique atualizado com nosso melhor conteúdo!

Compartilhe

Leitores também acessaram: