Conheça o SEI, Sistema Eletrônico de Informações

O SEI é uma ferramenta desenvolvida pelo TRF4 e que promove maior eficiência administrativa. Veja quem pode utilizá-la!

Luzia MendesLuzia Mendes
SEI - Sistema Eletrônico de Informações

O Sistema Eletrônico de Informações (SEI) é desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), como contamos em outro post sobre nossa atuação no Tribunal.

É uma plataforma que representa o início da Transformação Digital dos órgão públicos, na medida em que digitaliza os processos administrativos, possibilitando uma melhor gestão destes e de documentos eletrônicos.

Além disso, o SEI faz mais do que a simples digitalização dos famosos “processos de capa azul”. Isso porque o SEI é uma solução de software transformadora: converte a burocracia física em documentos digitais que promovem a eficiência administrativa.

 

Quem pode usar?

O SEI é oferecido gratuitamente pelo TRF4 para qualquer órgão ou empresa da Administração Direta ou Indireta, da União, Estados ou Municípios, exceto para os órgãos de Tecnologia. Também é disponível para organizações sem fins lucrativos.

No site do TRF4 é possível encontrar todas as informações sobre quem pode e como aderir ao SEI. Resumidamente, o órgão interessado deve encaminhar um ofício ao Presidente do TRF4.

 

Como é a Implantação do SEI?

O processo de implantação de um sistema como o SEI é complexo e exige participação ativa e dedicada de uma equipe multifuncional, pois a ferramenta interfere em todas as unidades organizacionais e no processo mais sensível dos órgãos públicos. Para apoiar os órgãos nesse processo, o TRF4 oferece equipe, treinamentos, seminários e toda uma estrutura de capacitação. A seguir, detalhamos duas etapas principais: a preparação administrativa e a preparação do ambiente de TI.

 * Apenas o TRF4 pode distribuir, dar treinamento e auxiliar no processo de implantação do SEI.

 

Preparação administrativa

Cada órgão deverá fazer seu planejamento e montar sua equipe que ficará responsável pelo mapeamento de permissões, processos, tipos de documentos e diversos outros requisitos necessários para a correta implantação do SEI. Além disso, como a assinatura dos documentos passa a ser eletrônica, muitos órgãos exigem que os funcionários assinem termos de compromisso relacionados à pessoalidade e sigilo de suas senhas de usuário.

É de suma importância que as equipes tenham representantes da área de TI das organizações para apoiar todo os processo, mas não é necessário nem recomendável que a responsabilidade de implantação do SEI seja somente da TI. Também é importante estruturar a implantação como um projeto e estabelecer cronograma, responsabilidades, entregas, período para testes e treinamento dos usuários.

 

Preparação do ambiente de TI

Todas as instruções oficiais sobre a instalação do SEI devem ser solicitadas ao TRF4, porém no site do Software Público Brasileiro é possível encontrar diversos manuais. Como boa prática, sugerimos que a estrutura mínima seja composta por 2 Nós de Aplicação e 1 Balanceador de carga.

É possível utilizar máquinas virtuais, porém em plataformas 64 bits e com sistema operacional Linux (RedHat ou CentOS). Outra requisito técnico é a estimativa de espaço em disco – que varia bastante de órgão pra órgão. A memória mínima é de 8GB para cada nó, e é possível utilizar SQL Server, mySQL ou Oracle.

 

Atuação da Interop

Toda a preparação administrativa da implantação do SEI sempre será de responsabilidade e execução exclusiva do órgão e da equipe do TRF4, porém a preparação do ambiente de TI pode ser feita por equipe de TI especializada para a garantia do correto dimensionamento, performance, integrações e segurança.

A InterOp já atuou como parceira em diversas implantações do SEI. Em Porto Alegre, a AGERGS, a Assembléia Legislativa e a Trensurb são algumas empresas públicas que contaram com consultores da Interop durante a preparação do ambiente de TI necessário para o SEI.

Entre em contato com nossos consultores para saber mais sobre os requisitos técnicos de TI para a implantação e conte conosco para que a tecnologia não atrapalhe a modernização dos seus processos administrativos.

Fique atualizado com nosso melhor conteúdo!

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn

Leitores também acessaram:

Conheça as principais ferramentas de chat para comunicação corporativa

Leia Mais